LINFODEMA:UMA COMPLICAÇÃO COMUM NO TRATAMENTO DE CÂNCER

 

Blog de vivavida : VIVA  AME VALORIZE A VIDA, LINFODEMA:UMA COMPLICAÇÃO COMUM NO TRATAMENTO DE CÂNCER

As mulheres submetidas à retirada cirúrgica de linfonodos axilares para o tratamento do câncer de mama estão sujeitas as complicações, entre elas, o linfedema de braço,como a fisioterapia pode ajudar?
A fisioterapia (programa de reabilitação) inicia-se no pós-operatório imediato, através de orientações, cuidados e movimentos do lado do braço operado, respeitando o limite de cada cirurgia. Uma vez feito o esvaziamento axilar, a paciente deve ter os cuidados sempre. 
O linfedema vai depender do nível de esvaziamento, existem três níveis de esvaziamento, nível I, II, III; quanto maior o nível maior a probabilidade de desenvolver o linfedema. Hoje em dia é mais difícil encontrar pacientes com linfedema crônico, pois a maioria das instituições que tratam o câncer de mama tem uma equipe de fisioterapia especializada evitando a formação do mesmo.
A reabilitação consiste em:

  • Orientações e realização de exercícios para recuperar ou manter os movimentos do braço, uma vez que, a cirurgia pode limitar os movimentos devido à incisão cirúrgica, dor;
  • Melhorar ou manter a circulação linfática do membro acometido; orientação da auto-massagem.
  • Orientar os cuidados da atividade de vida diária, cuidados pessoais, domésticos e profissionais. Alguns hábitos devem ser modificados para preservar a integridade do braço evitando assim o linfedema. 

    O que é o linfedema.
    É um edema no membro causado por alteração da circulação linfática devido à remoção de cadeia axilar de nódulos linfáticos que torna o fluxo linfático mais lento que o normal. É uma patologia crônica, que se apresenta como aumento de alguma região do corpo, causada por distúrbios de circulação linfática. Caracteriza-se pela concentração de proteínas nos espaços intersticiais. Esta pode ser considerada a maior complicação no tratamento do câncer de mama.

Como a paciente pode saber se está com linfedema?
Geralmente é observado um aumento gradativo do membro ou de partes, ou seja, a paciente pode observar que a mão está um pouco edemaciada (inchada), ou os dedos, punho, ou cotovelo. Como proceder? Verificar se houve um excesso de peso, se fez algum esforço, (carregou algum objeto, criança, animais) ou se houve algum corte, machucado ou infecção no membro operado. Realizar exercícios adequados orientados pelo fisioterapeuta, (bombeamento, drenagem linfática e repouso do braço acometido), se observar que não está melhorando (Aprox. 3 a 4 dias) marcar avaliação com o fisioterapeuta para que possa avaliar, orientar e acompanhar.

Além da cirurgia, existe algum outro fator que pode agravar o linfedema?
Na cirurgia quando é realizado o esvaziamento axilar, este pode levar ao linfedema, ou seja, o linfedema é considerado uma seqüela secundaria, e pode ser desencadeada por erisipela (ou recidivas de erisipela), celulite, fibrose pós-radioterapia, cortes, arranhões, perfuração no membro (injeção), ou seja, qualquer agressão ou lesão do membro acometido. Por isso são fundamentais os cuidados no membro acometido para evitar o desenvolvimento do linfedema. Blog de vivavida : VIVA  AME VALORIZE A VIDA, LINFODEMA:UMA COMPLICAÇÃO COMUM NO TRATAMENTO DE CÂNCER

Quando o tratamento do linfedema é feito a tempo e adequadamente, diminui o potencial para complicações, além de facilitar a melhora. Quais as possibilidades de tratamento?
Existem vários tipos de tratamento para o linfedema o importante é uma avaliação minuciosa do quadro da/do paciente, para assim poder traçar o tratamento, pois este vai depender do estágio que a/o paciente se encontra.

  • Estágios de tratamento:
  • Cuidado e orientações;
  • Exercícios ativos;
  • Drenagem linfática;
  • Luva elástica;
  • Enfaixamento compressivo;
  • Bomba pneumática;
  • Todos estes tratamentos podem ser combinados entre si, após a avaliação fisioterapêutica.

O ganho de peso interfere nesse processo?
Sim. Interfere, pois o ganho de massa global, ira alterar a circunferência do braço. Se a/o paciente engorda o braço também ira aumentar.
Procure manter o seu peso ideal, beba muita água e mantenha uma dieta balanceada, pobre em sal, coma frutas e verduras e evite os alimentos gordurosos.

Quais as recomendações ou dicas que você orienta para a paciente evitar essa complicação?
Após a cirurgia peça ao seu médico um encaminhamento para a fisioterapia especializada, assim terá orientações iniciais de cuidados e exercícios que devem ser realizados para evitar o linfedema.
Uma dica importante: caso tenha necessidade de realizar fisioterapia ortopédica no braço operado, saiba que é contra indicado a aplicação de aparelhos de calor, como ondas curtas, ultra-som, forno de bier, parafina, laser, infra-vermelho e outros.

linfodema

quarta 09 fevereiro 2011 21:41 , em inf



Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para vivavida

Precisa estar conectado para adicionar vivavida para os seus amigos

 
Criar um blog